AS MELHORES GRAMÁTICAS DE INGLÊS

Olá! Neste post quero recomendar 0 gramáticas para você que está buscando aprender inglês sozinho, ou já estuda em um curso, mas precisa de um material de apoio.

Já comprei muitos livros durante minha caminhada como estudante e professora de inglês, muitos bons, alguns excelentes e outros que não valiam a pena – joguei dinheiro fora!

Então, vou recomendar a gramática do Denilso de Lima, Gramática de Uso da língua inglesa, para quer uma gramática com explicações em português. O autor é criador do site Inglês na Ponta da Língua.

A próxima gramática é a Understanding and using English Grammar para quem quer uma gramática com explicações em inglês, recomendo fortemente, principalmente para quem quer aprender a gramática do idioma para se preparar para o TOEFL, IESTS, Exames Cambridge*, ou se você é estudante de Letras/Inglês. Estudei nesta gramática nos EUA e aprendi muito! O preço é um pouco salgado porque é importada e com o dólar alto… mas vale a pena o investimento, principalmente se você estiver indo aos EUA ou se tiver alguém vindo para o Brasil, o preço cai bastante se for comprada diretamente nos EUA ou Canadá.

*Para se preparar para os exames, recomendo que utilize material específico, com modelos de teste. A sugestão de gramática é para que o estudante aprenda a gramática do idioma que é essencial para fazer qualquer tipo de exame de proficiência.

Se você quer dicas para aprender inglês, assista meu vídeo abaixo e aproveita para se inscrever no canal 🙂

03 motivos que te impedem de falar inglês

Vamos ver 03 fatores que te impedem alcançar seu sonho e aprender a falar um idioma!

Motivo #1 – Você acha que demora muito tempo, então melhor não começar porque vai demorar a aprender.

O tempo é um fator relativo porque se você nem começa a fazer um curso de inglês ou qualquer outro idioma pensando assim, vai demorar pra sempre, nunca vai aprender! E se já começou o curso desanimado desse jeito, vai demorar muito tempo. Em vez de pensar no tempo, pense no processo: “O que aprendi esta semana que não sabia antes?” Comece a estudar de verdade, comemorando cada conquista! 🙂

Motivo #2 – Você acha caro pagar um bom curso de inglês (concordo que não é barato!)

Se eu pensasse assim, não teria aprendido inglês nem espanhol (em 2008, juntei tudo o que tinha e fui para o Chile fazer um curso de espanhol e cultura!). Em vez disso, pense em quantas portas se abrirão para você depois que adquirir este conhecimento que é para a vida toda!

Motivo #3 – Você quer estudar sozinho/a

Não há nada de errado em estudar sozinho, desde que você tenha disciplina e saiba como estudar sozinho, ou seja, você já estuda e aprende por conta própria há algum tempo. Mesmo se você já faz isso, é autodidata, em algum momento vai precisar organizar seu aprendizado e aprender melhor tendo aulas (eu já passei por isso ao aprender ‘sozinha’). O maior obstáculo pode ser a falta de disciplina, você vai precisar de ajuda para estudar!

Espero que tenha te ajudado a entender que você vai ter que investir tempo, dinheiro e encontrar um bom curso para alcançar seu objetivo!

Quer aprender inglês ou espanhol? Clique aqui e tenha um professor certificado!

O verbo HABER em ESPANHOL

EL VERBO HABER

  1. Modo impessoal: se conjuga em terceira pessoa do singular. Utiliza-se o verbo haber para singular e plural em espanhol.

Hay um niño fuera. (Há um menino lá fora)

Hay 30 personas en el aula. (Há 30 pessoas na sala de aula)

As formas impessoais são:

  • Presente – hay

No hay dinero.

  • Passado – hubo

Hubo muchas reacciones contrarias (Houve reações contrárias).

  • Futuro – habrá

¿Habrá heridos? (Haverá feridos?)

2. É um importante auxiliar verbal de todos os verbos e de si mesmo.

  • Auxilia o pretérito perfecto : he dicho la verdad (eu disse a verdade);
  • Auxilia ele mesmo: Había habido (Havia havido);
  • 3. Também auxilia as perífrases de obrigação, formadas por ‘QUE + verbo em infinitivo’:

Hay que estudiar más (É necessário estudar mais).

Ha habido que cerrar el restaurante (Foi necessário fechar o restaurante).

As formas impessoais do verbo Haber estão na tabela abaixo. Nem todas elas são muito usadas (Pretérito anterior e Futuro perfecto – Subj.):

INDICATIVO
TIEMPO VERBAL
Presentehay
Futurohabrá
Imperfectohabía
Pretéritohubo
Condicionalhabría
Pretérito perfectoha habido
Futuro perfectohabrá habido
Pluscuamperfectohabía habido
Pretérito anteriorhubo habido
Condicional perfectohabría habido
SUBJUNTIVO
Presentehaya
Imperfectohubiera
Futurohubiere
Pretérito perfectohaya habido
Futuro perfectohubiere habido
Pluscuamperfectohubiera habido

PRECISA DE UM CURSO DE ESPANHOL INSTRUMENTAL (MESTRADO/DOUTORADO)?

VEJA MEU CURSO QUE TE PREPARA PARA A PROVA DE PROFICIÊNCIA EM 05 MÓDULOS!

WAY IDIOMAS NO YOUTUBE

Como é a prova de proficiência em inglês para mestrados?

MÓDULO GRATUITO https://bit.ly/3l0rYuZ_modulo_gratuito

Você já deve estar de olho nos editais para mestrado e doutorado nas universidades públicas e privadas pelo Brasil, certo?

Então, já deve estar sabendo também que tem que fazer uma prova de proficiência de inglês (ou talvez espanhol). As provas oferecidas pela própria instituição de ensino, que está ofertando o programa de mestrado/doutorado, são as mais ‘tranquilas’ para a aprovação, mas também há outras que testam a proficiência da leitura, como o TEAP.

O vídeo abaixo, do meu canal no YouTube, te dá 0 dicas ‘matadoras’ para ser aprovado/a. Mas, se você acha que precisa se preparar melhor, então aproveita o desconto de 60% (aplicar o cupom 2021 na finalização da compra) no meu curso online de inglês Instrumental.

Se procura um curso de espanhol instrumental, aproveite que este também está com desconto!

Se inscreva! Canal Way Idiomas

O inglês da série Bridgerton

A nova série da Netflix baseada na obra O Duque e Eu , da escritora Julia Quinn.

Quer saber se gostei da série? Sim, muito. Principalmente porque não li a obra, então não tinha como fazer as inevistáveis comparações.

Depois de um curso feito na UFMG durante o mestrado, com o Professor Robert Stam (NYU), sobre Teoria e prática de adaptações fílmicas de romances, entendi o porquê das comparações. Um curso que abriu minha mente para o fato de que quando lemos um livro, vamos construindo as cenas e personagens durante a história, criando nosso próprio filme, por isso é tão difícil aceitar os ‘outros personagens’ do cinema.

Adoro falar sobre literatura e as teorias que envolvem qualquer coisa ligada a ela, mas vou falar um pouco da linguagem utilizada na história, já que no vídeo que postei (abaixo) no Youtube ficaria muito longo — a verdade é ue prefiro escrever do que falar… esta era minha intenção com o jornalismo, que não se concluiu :(.

BETROTH – se comprometer/prometer em casamento , semelhante a GET ENGAGED – ficar noivo (a), na linguagem de hoje (inglês americano).

BETROTHED – prometido (arcaico), semelhante a FIANCÉ (noivo).

SECURE – Assegurar. Na série, as moças tinham que conseguir um marido.

SPINSTER – solteirona (se passasse dos 20 anos sem se casar kkkkkk).

UNCHAPERONED – Sem acompanhante (uma moça estaria desonrada se não tivesse um acompanhante, e fosse encontrada sozinha, mesmo que em lugar público, com um ‘cavalheiro’.

MATCHMAKER – casamenteira (mulher que arruma pretendentes para as moças).

Esta lista vai aumentar futuramente, mas paro por aqui …

Assita o vídeo onde explico outras expressões e vocabulário em geral.

Você conhece ‘homophones’ em inglês?

Sabe aquelas palavras em inglês que têm a mesma pronúncia, escrita muito parecida, mas significados diferentes? Então, elas são chamadas de homophones – palavras homófonas.

Em inglês são muitas as palavras com mesma pronúncia, mas as pessoas acham que porque elas têm significados diferentes devem ser pronunciadas de forma diferente. Vamos ver algumas delas abaixo.

Whole (inteiro) – Hole (buraco)

Know (saber, conhecer) – No (não)

Knew (passado de know) – New (novo/a)

Beet (beterraba) – Beat (bater, surrar)

Bored (entediado) – Board (quadro, junta diretiva)

Flour (farinha) – Flower (Flor)

Hear (ouvir) – Here (aqui)

Wear (usar, vestir) – Where (onde)

Weak (fraco) – Week (semana)

Quer ficar antenado com dicas em inglês, siga o nosso INSTAGRAM.

Quer ver esta explicação em vídeo? Assista no Canal Way Idiomas.

Como dizer carona em inglês e espanhol?

WhatsApp Image 2018-01-21 at 21.17.17

Em inglês é muito comum o uso da palavra ‘ride’ (US), ou se a pessoa for pedir carona na estrada, a palavra é hitchhike (verbo), e também hitchhiker, que é a palavra para mochileiro. Mas se o que você quer é pedir carona a um colega, parente ou amigo para distâncias curtas as palavras são ride (US) e lift (Inglês Britânico).

Can you give me a ride/lift home?

My cousin used to hitchhike a lot when she was young. (pegar carona como meio de transporte/viajar de carona)

Minha prima/Meu primo costumava andar muito de carona quando era jovem.

Agora, em espanhol a coisa fica difícil de dizer. Geralmente, se diz “llevar alguién”, já encontrei ‘pedir un aventón’ ou ‘ir de aventón’ , ‘dar un aventón’ (México) ainda ‘chance’ (Colômbia/fonte: wordreference.com).

Encontrei ainda o uso do Spanglish, ou seja, o uso do mesmo termo por falantes das duas línguas, espanhol e inglês: Dáme un ride?

É isso!

Para mais dicas, vídeos e enquetes, segue a gente no INSTAGRAM @way_idiomas.

VEJA TAMBÉM O VÍDEO COMO MEMORIZAR AS PALAVRAS EM INGLÊS OU ESPANHOL

😀

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE O PRONOME IT

O pronome IT é chamado de ‘dummy subject’ na gramática do inglês porque funciona como um sujeito ‘substituto ou enfeite’ em uma frase. Em inglês não existe oração sem sujeito.

It refere-se à algo no singular, pode substituir um animal, objeto, ou fazer referência a um assunto, mas sempre no singular. O plural de IT é THEY.

Veja o seguinte exemplo: It is a beautiful day! Está um dia lindo ou O dia está lindo!

NÃO podemos começar a frase: IS a beautiful day. Então IT funciona como um ‘fantoche/enfeite’ para a frase não ficar sem sujeito.

Usamos IT para falar sobre TEMPO/ DATA /DIAS:

It’s almost 5 p.m. (São quase 17h – 5:00 da tarde)

It’s my birthday (É meu aniversário)

It’s Thanksgiving. (É dia de ação de graças)

It’s Tuesday. (É terça-feira)

Para falar sobre o TEMPO/CLIMA:

It’s raining. (Está chovendo)

It’s too hot! (Está calor demais)

Na fórmula It + adjetivo + infinitivo

It’s nice to be here. (É ótimo estar aqui)

It’s easy to do it. (É fácil fazer isso)

It’s nice to meet you! (É um prazer te conhecer) Muitas vezes o It’s é deixado de fora nesta frase por ser de uso frequente.

Legal, né? Agora é começar a reparar nas frases semelhantes e usá-las!

Se você procura um curso de inglês para proficiência para provas de mestrado, clique aqui no meu CURSO de INGLÊS INSTRUMENTAL.

Já conhece o nosso canal no YouTube?

Very: saiba quando usar!

very

Olá! 😀

Neste post eu vou explicar o uso da palavra very.

Quando estamos aprendendo um idioma pensamos na tradução para depois usarmos a palavra, certo? Bom, eu já fiz muito isso… esse negócio de falar que a gente (teacher) pensa em inglês é verdade sim, mas isso é prática (tipo ‘…algum tempo depois de tanto traduzir tudo mentalmente’, rs rs), no início pensamos em português também… mas voltando ao assunto, isso atrapalha muito! Você traduz very, e pensa: ‘muito, muita’, logo ‘muitos, muitas’, aí a coisa complica!

Bom, vamos lá! Very é usado antes de adjetivos ou advérbios, se você não sabe o que significam essas classes gramaticais em português, eu explico:

Adjetivos caracterizam ou modificam substantivos: Casa bonita 

Já os advérbios fazem ‘parceria’ com os verbos: Ele fala rápido

Voltando ao inglês: Very beautiful (Muito bonito/a) ou very fast (muito rápido)

Para substantivos usamos much, many, a lot of:

Nilza eats a lot of candy. (Nilza come muito doce)

She doesn’t make much money. (Ela não ganha muito dinheiro)

I don’t know many people in São Paulo. (Não conheço muitas pessoas em S.P)

Com verbos usamos a lot quando a frase for afirmativa: Paul works a lot! (Paul trabalha muito)

Na negativa usamos much:

Katia isn’t sleeping much this week. (Katia não está dormindo muito esta semana)

Very também pode ser usado antes de substantivo… sim! Porém tem significado e função diferentes, geralmente para enfatizar algo, assim prefiro não traduzir porque fica estranho em português:

You know the door to my very soul (você conhece a porta para minha ‘própria’ alma???)

http://www.azlyrics.com/lyrics/beegees/howdeepisyourlove.html

Ainda: The very heart of the city (o coração exato/mesmo ??? da cidade)

http://www.merriam-webster.com/dictionary/very

Bom, o mais importante é pensar antes de usar o very… isso mesmo, pensar! Depois de um tempo você não vai mais precisar pensar para escolher a palavra certa em inglês…mas para isso vai ter que estudar… ou pode continuar mandando very para qualquer situação. Depois dizem que o inglês tem o vocabulário muito reduzido…nada é tão simples como parece!

Keep calm and study! 😀

Quer aprender a ler em inglês para provas de mestrado ou doutorado? Ou quem sabe vai fazer um concurso público… conheça nosso curso de Inglês instrumental

Já conhece meu canal no YouTube?

Preciso fazer o TOEFL! Como é o TOEFL?

O exame TOEFL é a sigla para TEST of ENGLISH as a FOREIGN LANGUAGE – Teste de inglês como língua estrangeira.

Os tipos são o PBT – Paper Based Toefl e o IBT – Internet Based Toefl, que contem 04 partes – Listening, Speaking, Reading e Writing.

Outro tipo muito comum auqi no Brasil é o ITP – Institutional Testing Program, que serve de pré-requisito para algum programa no qual o candidato deve apresentar esse certificado para dar início ao processo de seleção, seja em universidades nacionais ou internacionais (desde que o processo seja feito aqui no Brasil).

No vídeo abaixo, eu conto um pouco da minha experiência ao fazer o TOEFL por 02 vezes e também dou algumas dicas para você se preparar.